Paola

Dia das mães

Dia das mães

Pensar o dia das mães inspirada na atividade de grupo de apoio que realizamos na Alimentas foi minha incumbência este ano….Podemos falar na importância da mãe nas nossas vidas para o bem ou para o mal, nos acertos e enganos, nas capacidades e limitações deste vínculo tão essencial para nós. Vínculo que nos constitui, que nos acalenta e orienta. Mas o essencial é ser este um Vínculo de amor, dedicação e gratificação.
Quando ouço o relato de pacientes que sofrem de transtornos na relação com a alimentação o assunto relação com a mãe em algum momento se inclui…..Como amar minha mãe sem idealiza-la? Como rever/repensar suas qualidades e limitações sem sentir tanta culpa ou raiva? E a questão crucial: Como me tornar uma boa mãe para mim mesma agora que sou ou estou me tornando adulta?
O amor de mãe é único e fundamental em nossas vidas e esta pessoa merece nosso amor, respeito e consideração mesmo imperfeita como todos nós somos, mesmo que pensemos diferente dela em algumas ou muitas coisas, mesmo o seu amor sendo incondicional…

Feliz dia das mães e com suas mães!

Com carinho,

Maria Isabel Perez Mattos
Psicóloga clínica

Paola

Dia Internacional sem dieta

06 de maio – Dia Internacional Sem Dieta

O objetivo do Dia Internacional Sem Dieta é celebrar a aceitação do corpo tal como ele é e a sua diversidade, chamando a atenção para os perigos de seguir dietas rigorosas e um modelo de corpo escultural imposto diariamente pela mídia e sociedade em geral.

Neste dia declara-se a libertação da dieta restritiva e da obsessão pela perfeição, afinal, nunca iremos atingi-lá.

Promover alimentação equilibrada em todos os tipos de corpos, fugindo às perigosas dietas comerciais, é outro objetivo desta data.

História

Este dia é conhecido mundialmente como “International No Diet Day” nasceu em 1992, por esforço de Mary Evans, diretora do grupo britânico “Diet Breakers”, que após sofrer de Anorexia, começou a lutar contra a indústria das dietas. Com o andar do tempo, a causa foi ganhando apoio de grupos feministas e relevo em países como o Canadá, EUA, Austrália, Dinamarca e Índia, tornando-se uma data global.

Como comemorar?

Para marcar o dia do ano onde a ideia é não contar calorias, as pessoas colocam um pequeno laço azul claro na roupa.

Aceitar o corpo como ele é e ser saudável e feliz, em vez de traçar metas de emagrecimento irreais e prejudicar a saúde e o bem-estar é a sugestão desta data.