destaque-435440-chester-bennington-2011-shutterstock

COMO AS ESCOLAS PODEM ATUAR NA PREVENÇÃO DE TRANSTORNOS ALIMENTARES E DA OBESIDADE

 

AN

 

RECOMENDA-SE QUE:
1. Os adultos repensem suas crenças e atitudes relacionadas à imagem corporal e ao peso, considerando seu papel de modelo para os jovens.
2. Os professores incentivem práticas saudáveis de alimentação e atividade física.
3. Se esclareça que alimentação saudável significa comer um pouco de tudo nas horas certas, incluindo doces e carboidratos. Ou seja, alimentação saudável NÃO é comer apenas frutas e verduras.
4. Educadores falem sobre diferentes tipos e formas corporais.
5. Pais e educadores incentivem a percepção das características individuais, independente da aparência física.
6. Pais e educadores conheçam o risco de dietas sem acompanhamento clínico.

NÃO SE RECOMENDA QUE:
1. Professores falem com jovens sobre os sintomas dos TAs.
2. Se fale sobre o peso de forma pejorativa.
3. Se comente sobre o peso ou o tamanho das pessoas.
4. Se fale sobre e se valorizem as dietas da moda.
5. Se classifiquem os alimentos em bons ou ruins, certos ou errados, calóricos ou não, “engordativos” ou não.

Fonte: Saúde Mental na Escola

 

Visite ainda:

Qual pão escolher

Por que não devemos parar de consumir açúcar

Nutrição comportamental da Teoria à Prática Clínica

Página Principal do Site